Procurando a diferença.

CASO CLÍNICO

  • Identificação: A.Q, 42 anos, feminina, casada, doméstica, natural de Conceição de Feira e procedente  de Salvador
  • Queixa principal: Febre e dispnéia há 2 semanas
  • H.M.A:Refere quadro de dispnéia progressiva ao longo de 2 semanas, associado a febre diária – mensurada em 40◦C, de caráter intermitente; astenia, tosse seca e dor ventilatório-dependente em hemitórax esquerdo.
  • Interrogatório Sistemático
  • Perda ponderal estimada em 20 Kg, não sabe precisar em quanto tempo.
  • notou tumoração dolorosa e quente em região cervical esquerda há 4 dias.
  • Refere náuseas e vômitos sem restos alimentares e pós-prandiais
  • Hematúria há 2 dias da admissão.
  • Rerefe edema em punhos cotovelos e joelhos associado a dor e aumento da temperatura local.
  • Antecedentes Médicos
  • Nega HAS, DM, passado de transfusões, alergias medicamentosas ou alimentares, cirurgias.
  • Exame Físico
  •  BEG, LOTE, eupnéica, acianótica, anictérica, afebril, mucosas hipocrômicas (+3/+4); FC: 114 bpm  FR: 28 ipm;  PA: 160x100mmH
  • Linfonodos palpáveis em cadeias submandibular (aproximadamente 5 cm), occipital, submentoniana e cervical anterior bilateralmente, supraclavicular esquerdo.  Móveis, fibroelásticos, de aproximadamente 1-2 cm, dolorosos à palpação
  • A.R.: Tórax cilíndrico, simétrico, sem abaulamentos  ou retrações. Elasticidade preservada, expansibilidade reduzida. Som maciço em 1/3 inferior de HTXE. MVBD em HTXD e abolido em base de HTXE. Sem ruídos adventícios
  • A.C.V.: Precórdio calmo, ictus cordis não visível ou palpável. Bulhas rítmicas, normofonéticas, em 2 tempos e sem sopros.
  • Abd e região inguinal: Reto, RHA+, flácido, indolor. Fígado a 5 cm do RCD e 3 cm do A.X, borda romba, consistência fibroelástica. Espaço de Traube ocupado. Linfonodos palpáveis em região inguinal bilateralmente, fibroelásticos, móveis e dolorosos
  • Ext e OA: Simétricas, bem perfundidas, sem edemas. Articulações sem crepitações ou restrições à mobilização passiva ou ativa. Sem sinais de flogose.
  • Neurológico: Fala e marcha preservadas, sem alterações em pares cranianos ou reflexos profundos
Raio X de tórax da admissão:

Quais as prováveis suspeitas diagnósticas?

FacebookTwitterGoogle+