LES associado a Doença de Kikuchi .Conclusão.

Conclusão do caso clínico do último post    Procurando a diferença.

O que chama atenção neste caso é uma paciente feminina de 42nos com :

  • comprometimento pleural- uma serosite
  • hipertensão de inicío recente PA= 160×100( sem história prévia) com a hematúria- provável nefrite
  • Vômitos , náuseas podendo ser justificado por um quadro de uremia- lesão renal aguda.
  • Passado de artrite intermitente

Quais as  possibilidades levantadas na discussão durante a sessão:

Tuberculose- pouco provável, pois não costuma cursar com lesão renal aguda. O envolvimento da tuberculose renal pode ser de várias formas, dentre elas, as mais comuns: infecção direta, nefrite túbulo-intersticial , amiloidose secundária , e uropatia obstrutiva.

Linfoma– também não  é habitual cursar com glomerulonefrite, a lesão renal associada a linfoma é síndrome nefrótica por lesão mínina.

Lúpus eritematoso sistêmico(LES)  ficou como primeira opção, explica tudo , porém  apesar saber  de que  LES pode cursar com linfadenomegalia generalizada, a características e alocalização dos gânglios nos fez pensar em causa secundária e indicar a  biopsia. Mesmo sendo LES, a paciente poderia esta com TB ganglionar (LES é um fator de imunodepressão) ou mesmo Linfoma ( LES é uma condição predisponente), além de outras neoplasias ou doenças mais raras .

Exames laboratoriais;

  • Hb: 6.2;  Ht: 18.2;  VGM: 82; CHCM:34,1
  •  Leucócitos 4000 ( 50% S  40% LT 3% eos 6% mon 1% bas)
  • Plaquetas 185 mil

Tuberculose e linfoma fica menos provável pois não explica essa anemia pura sem história de sangramento, quando essas patologias comprometem a medula óssea o que temos é uma pancitopenia.

Leucemia muito pouco provável, pois as plaquetas estão normais.

Com esse hemograma , LES permanece como a primeira opção. E a anemia no LES tem várias causas : anemia hemolítica auto imune, anemia de doença crônica, pelo comprometimento renal, anemia microangiopática.

  • Proteinúria de 24h com diurese: 800mL= 1208mg/24h . Apesar de ter uma proteinúria ,não é valor para definir  síndrome nefrótica
  • TC de tórax : Sem linfonodomegalias ou massas mediastinais, áreas de consolidação por vezes confluentes dispersas em pulmões, derrame pleural septado à direita e livre à esquerda, promovendo atelectasia compressiva dos segmentos basais adjacentes
  • Sorologias HIV 1 e 2, HVC, HbsAg, EBV IgG e IgM; VDRL, HTLV 1 e 2, Hbc IgG e IgM, CMV IgG e IgM  e Toxoplasmose Não reagentes
  • Biópsia de Linfonodo supraclavicular  =Necrose de linfonodos. Pesquisa para fungos e BAAR negativas
  • FAN -Núcleo: Reagente
  • Nucléolo: Não Reagente
  • Citoplasma: Não reagente
  • Aparelho mitótico: Não reagente
  • Placa metafásica: Não reagente
  • Padrão Nuclear pontilhado fino denso

Diagnóstico final – LES associado a Doença de  Kikuchi

 

FacebookTwitterGoogle+